Franco Rossi | Fotografia de Casamento com câmeras mirrorless Sony a7
18714
post-template-default,single,single-post,postid-18714,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Fotografia de Casamento com câmeras mirrorless Sony a7

Fotografia de Casamento com câmeras mirrorless Sony a7

Essa semana respondi a uma pergunta no Grupo da Sony alpha no Facebook e várias pessoas acabaram entrando em contato comigo para saber mais detalhes sobre como é fotografar um casamento com as câmeras mirrorless da Sony. Eu mesmo tive dúvidas semelhantes há pouco mais de um ano quando resolvi mudar o sistema que trabalho, de Canon para Sony, então resolvi escrever esse post para ajudar os possíveis futuros colegas de equipamento. As informações e opiniões abaixo são reflexo do meu estilo de fotografia, do meu formato de trabalho e dos meus objetivos ao fotografar. Provavelmente não se apliquem a todos os usuários da mesma forma.

 

Como tudo começou

Em 2014 comecei a fotografar casamentos também com câmeras analógicas 35mm. E foi uma experiência muito divertida, conhecer filmes e suas características, revelar esses filmes, fotografar sem se preocupar em olhar o monitor a todo instante, usar lentes manuais e ser eu mesmo o responsável pelo foco, e não a câmera. Acabei achando esse formato de trabalho meio lento demais, ao mesmo tempo que adorei trabalhar com lentes Leica, Minolta e Voigtländer. Assim, meu interesse pela linha a7 da Sony iniciou pela possibilidade de usar essas lentes também numa câmera digital, e mesmo que existissem outras opções (a Nikon tem uma bela linha de lentes manuais que funcionam super bem nas suas câmeras DSLR), me senti muito confortável ao usar o focus peaking da Sony. Fácil e com um alto índice de acertos.

 

Primeiras impressões

Minha primeira mirrorless foi uma a7 mk1. Gesuis é uma câmera pequena. Eu não pensei no tamanho como um fator importante, o tamanho das DSLRs é OK para mim, mas a a7 é pequena. Talvez demais, falta ali 1 ou 1,5 centímetros para a empunhadura funcionar corretamente. “Sobram” dois dedos ao segurar a câmera, e como o casamento é uma situação de muito movimento, me sinto um pouco desconfortável não tento a empunhadura correta da câmera. Com o grip a câmera fica um pouco grande demais, mas bem mais segura de usar. Se existisse um meio termo seria perfeito.

Segunda impressão – o viewfinder é uma delícia. Grande, cheio de informações, resolução excelente. Ele não é ótico, é uma saída direta do sensor, assim você fica o tempo inteiro vendo como a foto vai ficar. Eu sei que não é a forma mais purista de trabalhar, mas poder ver a foto ali é bem mais prático. E como o preview da foto recém tirada aparece no viewfinder, você não precisa tirar a câmera do rosto para ver no monitor. Bem fácil. Problema: ao fazer várias fotos num curto espaço de tempo, tem que esperar a câmera salvar todas no cartão para poder apertar o play e ver a última foto feita. Isso pode demorar alguns segundos, e em situações onde a agilidade é importante, incomoda. Ainda sobre o viewfinder – ele é tão legal que é bom também para filmar olhando através dele. É um pouco estranho e não natural, mas você se sente mais seguro.

Terceira impressão – que menu bagunçado! Parece que a Sony está arrumando essa bagunça em alguns firmwares de câmeras mais recentes, mas procurar alguma coisa nos menus da a7 sempre demoraram um tempinho. Depois de um tempo você acaba decorando a posição dos itens mais usados do menu, mas até lá, você vai se irritar. Ao mesmo tempo, existe uma tecla de função que agrupa 12 itens diferentes que é configurável e de fácil acesso. E quase todos os botões da câmera são configuráveis, fica fácil deixar a câmera ao seu gosto.

 

Vamos por partes

Tem um sensor OK para os dias de hoje. Resolução mais que suficiente para casamentos, ISO agradável (aqui as expectativas variam) até 3200 ou 4000, e acima disso sabendo que vem mais ruído. O burst de 5 fotos por segundo é suficiente. O wifi é uma maravilha para sincar a câmera com o celular ou computador e já ter umas fotos prontinhas pra divulgar durante o evento mesmo.

 

O foco é diferente

É outro uso do foco. Quando usava Canon, na maioria das vezes deixava o ponto central de foco ativado e ficava horas assim. Com a a7 tudo mudou. O foco do ponto central da Sony é pior que nas Canons. O ponto central da 6D, por exemplo, que literalmente enxerga no escuro, faz falta. Mas a a7 tem um sistema de foco contínuo maravilhoso. O Lock-on identifica uma forma geométrica e trava o foco nela. Eu uso muito por exemplo na entrada da noiva. A noiva é mais ou menos um triângulo branco no visor, ao acionar o lock-on a câmera identifica essa forma e mantém o foco sempre nela. Funciona que é uma delícia. Em outras situações, o foco contínuo no modo wide é mais eficiente, em outras também uso o single shot, em outras o DMF, que é um foco automático com correção manual e focus peaking. Enfim, o foco da bichinha é um capítulo à parte e o importante é saber que não funciona da mesma maneira que nas DSRLs.

 

A bateria dura bem menos

Sim. Mas se comprar duas baterias for um grande problema pra você, você é um chato.

 

A Sony não tem lentes

Eu te entendo. Já passei por isso. Já tive mais de 20 lentes da Canon ao mesmo tempo. Isso passa. Hoje eu trabalho com as lentes próprias da Sony, 28mm 2.0, o adaptador para 21mm, 55mm 1.8 e 85mm 1.8. E elas são maravilhosas. Sente falta da praticidade da zoom? A 24-70 2.8 é linda. Muito cara? A f 4.0 é legal e dá pra fazer muita foto supimpa com ela. Eu sinto falta de uma 135mm, por enquanto estou usando a Leica 135 Elmarit aguardando ansioso o esperado lançamento de alguma 135 e-mount nativa. Em último caso, você pode usar a lente de qualquer mount na Sony com adaptador, porque ela tem uma distância sensor-mount menor que nas DSLRs.

 

É muito caro trocar todo o sistema

Eu quero ajudar àqueles que por qualquer motivo pensam em trocar de sistema e têm o e-mount como opção. Se você está lendo esse texto é porque já cogitou essa troca, certo? Sou só um fotógrafo com insônia tentando ajudar. E sobre os valores, a 5D é similar à a7Rmk2. A 6D, à a7mk2. Flashes, lentes, tudo parecido. Eu não troquei de imediato. Usei por uns 6 meses os dois sistemas, mantendo a responsabilidade na Canon até adquirir todo o conhecimento e velocidade na Sony. Poderia ter detestado e ficado felizão na Canon ou experimentado a Nikon. Livre arbítrio baby.

 

E qual modelo tu sugere?

Eu uso a7 e a7mk2. A mk2 é melhor em todos os aspectos, mas nada absurdo. A ergonomia é um pouco melhor, o foco promete ser um pouco melhor mas não vejo muita diferença na prática, o sensor é estabilizado e isso é ótimo em algumas situações. Quer experimentar? Vai de a7. Tem uma grana sobrando? Vai de a7mk2. Faturou lindamente esse ano? Vai de a7Rmk2.

Eu acho linda a 7S, já usei em casamento e o ISO é apaixonante. Mas os 12 mpx de resolução me incomodam pois não permitem grandes ampliações. Se lançarem uma 7S com 16,18,20 mpx é minha opção número 1.

 

E os flashes?

Usei no início os mesmos Canon 600 e 580 operados via Yongnuo 622, que funcionam no modo manual na Sony, apesar da sapata ser bem diferente. Atualmente uso os flashes Godox 685TTL e rádios X1T-S. São extremamente baratos e funcionam muito bem, uso o mesmo jogo de pilhas eneloop num evento inteiro. E já falei que são baratos? Pode comprar pelo eBay ou Amazon ou Ali Express que mesmo pagando o imposto o valor é ótimo.

 

Está feliz, Franquinho?

Sim. Me sinto um pouco isolado porque o sistema ainda é muito tímido no Brasil, há pouco conhecimento a respeito. Minha troca de experiências acontece mais com o pessoal da filmagem do que com fotógrafos.

 

E depois?

Os boatos são de a7mk3 no primeiro semestre de 2017. Se atualizar o sensor e o sistema de foco, será uma câmera apaixonante. No mais, estou bem tranqüilo. Espero uma 135 Sony ou Zeiss nos próximos meses, e trocar a 55 1.8 por uma 50 1.4.

 

Muito papo e pouca ação

Abaixo algumas fotos de um mesmo casamento fotografadas com uma Sony a7 e lentes manuais, na maioria uma Voigtländer 50 1.1 que eu amo.

01-ilce-7-iso-320 02-ilce-7-iso-2000 03-ilce-7-iso-2000 04-ilce-7-iso-2000 05-ilce-7-iso-2000 06-ilce-7-iso-2000 07-ilce-7-iso-400 09-ilce-7-iso-400 10-ilce-7-iso-320 12-ilce-7-iso-320 13-ilce-7-iso-400 14-ilce-7-iso-400 16-ilce-7-iso-2500 17-ilce-7-iso-2500 18-ilce-7-iso-1000 19-ilce-7-iso-800 20-ilce-7-iso-640 21-ilce-7-iso-320 22-ilce-7-iso-6400 23-ilce-7-iso-6400 24-ilce-7-iso-800 25-ilce-7-iso-6400 26-ilce-7-iso-6400 27-ilce-7-iso-1250 29-ilce-7-iso-2500 30-ilce-7-iso-100 31-ilce-7-iso-5000 32-ilce-7-iso-400 33-ilce-7-iso-2500 34-ilce-7-iso-2500 35-ilce-7-iso-100

3Comments
  • Nelson/ 02.11.2016Responder

    Cara, gostei muito do texto. Muito bem detalhado e bem cuidado. Parabéns de verdade. Mas as fotos… aaaahhhh as fotos! Estão de tirar o fôlego!
    Amei seu preset de cor! Que coisa linda.
    Parabéns e sucesso.

  • Matheus Carana/ 27.01.2017Responder

    vendi todo meu equipo para dar uma renovada , o intuito era dar um UP , estava usando canon , o modelo 6D pra ser exato , usava um kit de lente sigma 24-70 2.8 e uma 85mm f1.8 da canon , e nao gostava 100% do resultado que tirava desse equipamento , bom o vendi pq final de ano nao iria conseguir fazer trabalhos fotograficos , e comecei a ler e pesquisar sobre o novo equipo que iria comprar , bom quanto mais eu leio mais eu fico em duvida , gostaria MUITO da sua ajuda , sou um fotografo que nao tem tanto recurso financeiro , nao iria conseguir comprar de cara um super kit de lentes , gostaria que me desse sua opiniao , migrar totalmente para uma a7r mk i , minhas perguntas sao :
    ficaria totalemnte satisfeito com o resultado final c tratando de nitidez e riqueza em detalhes
    eh muito dificiul essa adaptacao com relacao a foco , ja que faco muita coisa com pouca luz
    conseguiria me virar bem com uma 24 70 2.8 sony zeis para fazer eventos sociais
    PS desculpa mas a minha tecla do ponto de interrogacao nao esta funcionando
    fico MUUUUITO grato c conseguir me ajudar ,

    • francorossi/ 01.03.2017Responder

      Oi Matheus! Eu já trabalhei com um setup muito próximo ao que vc tinha (6D + 24-70 Sigma HSM + 85 e 50 Canon). E vou te dizer, onde cheguei hoje eu devo muito a esse equipamento, 2013 e 2014 foi basicamente o que eu usei, até Fearless rolou. A palavra TOTALMENTE é meio forte, eu acho que se vc quer o extremo da nitidez e riqueza de detalhes deve investir numa a7Rmk2. E não sou fã de dentes zoom, eu iria de 28mm e 85mm que são lindas e acessíveis, e não são tão sensíveis quando as zoom. Grande abs!

Leave a Comment